Conscientização

Nosso planeta está passando por alterações climáticas muito sérias. Recursos naturais importantes estão se esgotando e desastres ecológicos, como o derramamento de óleo na costa brasileira, têm sido cada vez mais frequentes. Tudo isso devido à ação do ser humano. Por isso, hoje em dia, ter consciência ambiental é uma obrigatoriedade.

Afinal de contas, precisamos entender por que esses fenômenos acontecem e de que forma podemos ajudar a resolver o problema. A questão é: qual mundo queremos deixar para as nossas crianças?

Neste texto, explicaremos o que é a consciência ambiental e como ela é importante para o mundo. Traremos também algumas formas de despertar esse conhecimento nas pessoas, além de ações para levar a mudanças concretas. Boa leitura!

AFINAL, DO QUE SE TRATA A CONSCIÊNCIA AMBIENTAL?

O homem influencia a natureza desde o estabelecimento da humanidade em sociedades. Os processos mais ambientalmente impactantes surgiram com a Revolução Industrial, na Europa, a partir dos séculos XVIII e XIX. Isso porque as indústrias começaram a explorar muita matéria-prima e a poluir a atmosfera. Além disso, incentivou a urbanização e a intensificação da produção de lixo.

Assim, da relação do homem com a natureza surge a consciência ambiental, que consiste em entender o meio onde está inserido. De modo geral, ter esse entendimento é saber o funcionamento do meio ambiente e como nossas ações causam impactos a curto, médio e longo prazo. Isso engloba o tipo de poluição gerada por diferentes atividades e os recursos demandados.

A consciência completa não separa o ser do ambiente, mas desperta na pessoa a percepção de que as agressões à natureza serão um reflexo dela própria. Por fim, esse conhecimento precisa ser colocado em prática de forma a mitigar os efeitos negativos com ações conscientes de preservação.

ESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A consciência ambiental está diretamente relacionada à sustentabilidade porque ser sustentável significa colocar em prática as ações para preservar os recursos. O desenvolvimento do mundo depende sim da exploração do capital natural, mas ele é finito e o mundo já vislumbra um esgotamento.

Assim, um desenvolvimento apenas para a lucratividade, sem se preocupar com os impactos, é egoísta e autodestrutivo. Já o sustentável se apoia em três pilares: social, ambiental e econômico. O objetivo é utilizar processos para garantir o bem-estar social e a manutenção dos recursos naturais para as gerações futuras, sem deixar de lado os ganhos econômicos.

Voltar para o topo
Skip to content